Vélez não é mais ministro da Educação

0
126
fachada do ministério da educação

Bolsonaro anunciou por volta do meio-dia que Vélez Rodriguez não é mais o ministro da Educação.

Já era esperado desde sexta-feira passada (5), que Ricardo Vélez seria demitido do Ministério da Educação (MEC). O presidente já havia adiantado que segunda-feira seria o dia do “fico ou não fico”. Em comunicado pela sua conta oficial no Twitter, o presidente nomeou para o comando do MEC, Abraham Weintraub.

Antes do anúncio final, de que quem ocupará será Abraham, um nome forte do DF despontava como possível candidato. Segundo a Coluna Eixo Capital, do Correio Braziliense, o senador Izalci Lucas (PSDB/DF) era o nome indicado por líderes e parlamentares evangélicos.

Izalci chegou a confirmar esse apoio, mas não teria conversado nada com o presidente.

Antes da divulgação, Vélez e Bolsonaro se reuniram no Palácio do Planalto. O ministro que tinha declarado que não deixaria o cargo, foi então exonerado, e sua demissão já está publicada em edição extra do Diário Oficial da União desta segunda-feira.

As ações de Vélez foram alvos de muitas críticas, por falhas na gestão e falta de projetos. A paralisia e os erros pareciam ser resultado de uma disputa interna dentro do ministério. Desde o início de sua gestão, houve pelo menos 20 trocas em cargos importantes dentro da pasta.

Essa situação de um MEC rachado entre um setor ideológico, ligado a Olavo de Carvalho, técnicos de carreira e a linha militar sempre foi negada pelo presidente.

A saída de Vélez Rodriguez é a segunda baixa no ministério de Bolsonaro. A primeira foi Gustavo Bebianno, que saiu devido à crise interna envolvendo candidatos laranjas do PSL.

O NOVO MINISTRO

ministro da Educação, Abraham Weintraub

O novo ministro atuou na equipe de transição do governo, sendo responsável pela área de Previdência no período. Depois de Bolsonaro assumir a presidência, foi nomeado secretário-executivo da Casa Civil, onde passou a atuar ao lado de seu padrinho político, o ministro da Casa Civil, Onyz Lorenzoni.

Abraham Weintraub é formado na Universidade de São Paulo em Ciências Econômicas. Fez mestrado em Administração na área de Finanças pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Atuou no mercado financeiro por mais de 20 anos, trabalhou para o Banco Votorantim por 18, como economista-chefe e diretor, além de sócio na Quest Investimentos.

Na área de educação, sua experiência é de professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here