Previsões: PIB menor, inflação e dólar estáveis

0
196
Boletim Focus do Banco Central

De acordo com o Boletim Focus, divulgado nesta segunda (8), o mercado analisa que teremos um PIB abaixo de 2% esse ano.

As previsões sobre o crescimento da economia brasileira caíram mais uma vez. Essa é a percepção de analistas do mercado financeiro consultados pelo Banco Central.

Segundo o boletim Focus, a previsão é de que o PIB cresça 1,97% em 2019. Um queda pequena em relação à semana passada, em que o PIB estava 1,98%.

Mas uma queda significativa se comparado com o início do ano, quando era esperado o crescimento de 2,53%.

Passadas as águas de março, vai com ela o otimismo. O principal motivo parece ser a relação tumultuada entre Congresso e Executivo. Os temores se concentram na questão da aprovação da reforma da Previdência, a principal pauta da equipe econômica de Bolsonaro.

BRASÍLIA

Governador Ibaneis parece entender a situação de travamento da economia nacional. Em seu discurso deixa claro que os cofres públicos da capital não estão nada bem. Portanto, não são possíveis reajustes salariais de servidores no momento. A ordem dentro das secretarias é economizar para tentar chegar ao final do ano com verba em caixa.

Em entrevista ao Correio Braziliense, o governador avalia como “muito bom” seus primeiros 100 dias, e lamenta não poder avançar mais porque o momento ainda é de recuperação:

“Encontrei uma máquina administrativa degradada, com problemas na folha de pagamento da saúde, compras feitas sem logística ou análise mais criteriosa”, disse.

DÓLAR e INFLAÇÃO

Tanto o dólar quanto a inflação aparecem como estáveis no informe. A previsão do IPCA (inflação oficial para o consumidor amplo) elevou-se de 3,89% para 3,9%. Já o dólar segue cotado em R$ 3,70, sem reajustes desde o último boletim.

PIB

Todo mundo já ouviu falar do PIB, que é considerado por muitos o principal termômetro de uma economia. Isso porque ele é a soma de todos os produtos e serviços finais produzidos por um país em um ano.

O PIB indica o fluxo do período, seja ele um aumento ou uma diminuição na quantidade produzida por um determinado país, num certo momento.

Nesse vídeo, o IBGE explica direitnho com um exemplo como funciona:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here