Polícial Civil mata Tenente da PM no Barril 66

0
611
fachada do barril 66

Permanece preso o polícial civil que, por causa de um esbarrão na casa de show Barril 66, matou um primeiro-tenente da PM.

Péricles Marques Portela Júnior, policial civil de 39 anos, permanecerá preso, por ter matado o primeiro-tenente da PMDF, Herison Oliveira Bezerra, 38.

A decisão da juíza, Flávia Oliveira, foi converter a prisão em flagrante por prisão preventiva. De acordo com a magistrada o motivo é que “análise dos autos revela elevada periculosidade social do autuado”

Para Flávia, o fato dele ter dado quatro tiros por causa de um esbarrão sem possibilidade de reação, caracteriza-se como “fato grave e a prisão se mostra necessária”.

“Ressalte-se que a atitude do autuado colocou em risco a vida de milhares de pessoas que estavam no local em busca de diversão”, assinalou a juíza.

VEJA VÍDEO DO CRIME

O crime ocorreu na madrugada de segunda-feira (15/04/19), na boate que fica às margens da Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB), e foi flagrado pelas câmeras de segurança do estabelecimento. Nas imagens, é possível ver o policial militar passando em frente ao agente. Eles se esbarram e o policial civil saca a arma e atira. O PM (foto abaixo) chega a pegar a pistola, mas é alvejado antes.

O policial civil (foto abaixo)  foi preso, levado para a 21ª DP e depois encaminhado à Corregedoria da corporação. Segundo a PCDF, Péricles Marques Portela Junior foi autuado em flagrante por homicídio e lesão corporal. Está à disposição da Justiça.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here