Greve no DF: “não vai dar nada”

0
82
Ibaneis é contra as greves

Governador do DF, Ibaneis Rocha, chamou de “falta de compreensão muito grande” as ameaças de greve dos servidores públicos.

A frase foi dita na saída de um encontro com o presidente Jair Bolsonaro, parlamentares e outros governadores, nesta quarta-feira (08). O governador foi claro: “não vai dar em nada”, disse.

Para Ibaneis todos os estados estão quebrados, por isso “todos nós sabemos que não vai dar em nada, porque não existe possibilidade de se negociar nada no âmbito de salários”, afirmou.

A pauta da reunião, que contou com Rodrigo Maia e David Alcolumbre, presidentes da Câmara e Senado, foi a reforma da Previdência e a recuperação fiscal dos Estados.

Diante da ameaça do agravamento da greve dos metroviários, parados desde 02 de maio, o governador rebateu: “Agora nós vamos ter que dar uma enquadrada nessa situação, sob pena de quebrar todas as empresas. Elas já estão quebradas. E aí a situação desses servidores vai se agravar”.

Caso o DF não faça o devido ajuste de contas, corre o risco de chegar a situação de outros Estados que já estão no precípio. Como Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, cujos salários de servidores já estão atrasados.

Ibaneis também alegou que por anos o DF autoriza aumentos salariais fora da proporção nacional,o que coloca esses servidores em condição bem elevada.

“E aqui no DF é de forma mais absurda ainda. Quando você pega, por exemplo, o condutor de um trem de Metrô, que ganha em torno de R$ 12 mil. Enquanto São Paulo, quem faz o mesmo serviço recebe R$ 4 mil”, comparou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here